Agonab

Associação Geral da Ordem dos Naturologistas do Brasil – AGONAB – é uma entidade associativa que se apresenta como uma organização comprometida com todos os interesses voltados à profissão de Naturologista Clínico.

Esta profissão está devidamente alinhada na Classificação Brasileira de Ocupações – CBO – sob o nº 3221/25 e também no nº 2263-20. Esta classificação identifica o profissional com as nomenclaturas: Naturopata, Terapeuta Holístico, Terapeuta Naturista, Naturólogo.

A descrição sumária da atividade nesta diretriz do Ministério do Trabalho é a seguinte:

“Realizam atendimento terapêutico em pacientes, clientes e praticantes utilizando programas, métodos e técnicas específicas de arteterapia, musicoterapia, equoterapia e naturologia. Atuam na orientação de pacientes,interagentes, clientes, praticantes, familiares e cuidadores. Desenvolvem programas de prevenção, promoção de saúde e qualidade de vida. Exercem atividades técnico-científicas através da realização de pesquisas, trabalhos específicos, organização e participação em eventos científicos.” (CBO/MT nº 2263-20).

“Aplicam procedimentos estéticos e terapêuticos manipulativos, energéticos, vibracionais e não farmacêuticos. Os procedimentos terapêuticos visam a tratamentos de moléstias psico-neuro-funcionais, músculo-esqueléticas e energéticas; além de patologias e deformidades podais. No caso das doulas, visam prestar suporte contínuo a gestante no ciclo gravídico puerperal, favorecendo a evolução do parto e bem-estar da gestante. Avaliam as disfunções fisiológicas, sistêmicas, energéticas, vibracionais e inestéticas dos pacientes/clientes. Recomendam a seus pacientes/clientes a prática de exercícios, o uso de essências florais e fitoterápicos com o objetivo de diminuir dores, reconduzir ao equilíbrio energético, fisiológico e psico-orgânico, bem como cosméticos, cosmecêuticos e óleos essenciais visando sua saúde e bem estar. Alguns profissionais fazem uso de instrumental perfuro-cortante, medicamentos de uso tópico e órteses; outros aplicam métodos das medicinas oriental e convencional.” (CBO/MT nº 3221-25).

O Ministério da Saúde, através da Portaria nº 849 de 27/03/2017 (D.O.U. 28/03/2017) no Anexo reconhece a atividade da seguinte forma objetiva:

“NATUROPATIA

É entendida como abordagem de cuidado que, por meio de métodos e recursos naturais, apoia e estimula a capacidade intrínseca do corpo para curar-se. Tem sua origem fundamentada nos saberes de cuidado em saúde de diversas culturas, particularmente aquelas que consideram o vitalismo, que consiste na existência de um princípio vital presente em cada indivíduo, que influencia seu equilíbrio orgânico, emocional e mental, em sua cosmovisão.

A Naturopatia utiliza diversos recursos terapêuticos como: plantas medicinais, águas minerais e termais, aromaterapia, trofologia, massagens, recursos expressivos, terapias corpo-mente e mudanças de hábitos.

Cada indivíduo recebe um tratamento individualizado, planejado para suas especificidades, seguindo seis princípios fundamentais: não fazer mal – por meio do uso de métodos que minimizam o risco de efeitos colaterais; identificar e tratar as causas fundamentais da doença – identificando e removendo as causas subjacentes das doenças ao invés de suprimir os sintomas; ensinar os princípios de uma vida saudável e uma prática promocionista – compartilhando conhecimentos com os indivíduos e os encorajando a ter responsabilidade sob sua própria saúde; tratar o indivíduo como um todo por meio de um tratamento individualizado – compreendendo fatores físicos, mentais, emocionais, espirituais, genéticos, espirituais, ambientais e sociais únicos que contribuem para a doença e, personalizando os protocolos de tratamento para o indivíduo; dar ênfase à prevenção de agravos e doenças e à promoção da saúde – avaliando os fatores de risco e vulnerabilidades e recomendando intervenções apropriadas para manter e expandir a saúde e prevenir a doença e, dar suporte ao poder de cura do organismo – reconhecendo e removendo os obstáculos que interferem no processo de autocura do corpo”.

Nossa atuação neste setor como Associação restrita aos profissionais deste segmento vem desde 2002 e avança com ética, respeito aos colegas profissionais e sobretudo, acima de tudo mesmo, em respeito às pessoas que buscam um serviço de Naturologia Clínica de qualidade e responsabilidade, dentro do protocolo de atendimento, conforme a Escola dos grandes mestres com destaque para Manuel Lezaeta Acharán, Eduardo Alfonso Hernán, Ellen G. White e o notabilíssimo Sebastian Kneipp.

Prof. Dr. Jean Alves Cabral

Presidente da Agonab